Bruno Araujo critica fala de Jair Bolsonaro e sai em defesa de Moro

235

Em nota, o presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo, criticou a fala do presidente Jair Bolsonaro direcionada ao ex-ministro Sergio Moro, na tarde de hoje (24). Ele considera que é necessário apurar os fatos e as circunstâncias de crimes cometidos.

Confira o texto na íntegra:

“A partir do momento em que o próprio presidente da República tenta desmoralizar as graves acusações de um ex-auxiliar do porte do ex-ministro Sérgio Moro, cabe às instituições, Congresso Nacional e Procuradoria Geral da República, tomarem as medidas necessárias e urgentes para apurar eventuais fatos e circunstâncias de crimes cometidos.  

Que o processo de apuração leve as punições às últimas consequências, penalizando quem quer que esteja envolvido. As denúncias de Moro não são periféricas, sobre auxiliares do governo. Atingem o próprio presidente da República. Paira sobre Bolsonaro a suspeita de querer transformar a Polícia Federal em polícia política, para proteger os amigos e seguidores e chantagear e perseguir os adversários.

No entanto, não podemos deixar de lado que o foco neste momento é combate à pandemia do coronavírus que tem afetado milhares de brasileiros.  A saúde e a vida dos brasileiros precisam estar em primeiro lugar mesmo no atual momento de forte turbulência política.”

Bruno Araújo – presidente nacional do PSDB